30 setembro, 2020

um bando de cotovias

 

O burro de ouro, Apuleio, Cotovia 


 Versos, Amália Rodrigues, Cotovia 

A noite em que a noite ardeu, A.M. Pires Cabral, Cotovia


É agora como nunca, Organização e apresentação de Adriana Calcanhotto, AAVV, Cotovia


Geórgicas, Vergílio, Cotovia


O poeta não existe, Dora Ribeiro, Cotovia


Eis o amor A fome e a morte, Abel Neves, Cotovia

está no j


A educação das crianças, José Carlos Barros, Do lado esquerdo 
 

da sub-secção o que capitão nenhum apaga


Seria uma rima, não seria uma solução - A poesia modernista, AAVV, Cotovia 

também cá anda


Fluviário das horas póstumas, Daniel Gonçalves, Confraria do Silêncio 

vida sem pecado


 Alexandre O´Neill - Uma biografia literária, Maria Antónia Oliveira, Dom Quixote

à esquerda de quem entra


Poema ao filho, Jorge Reis-Sá e Artur Cruzeiro Seixas, Quasi

 

está no r


Diários de 1992, Rosa do Rio, Adelaide Books

 

27 setembro, 2020

pronto, mistura o que quiseres


Fruta feia, Miguel Cardoso, Douda Correria


Manu Scripta - Antologia de poemas manuscritos, AAVV, Glaciar


Fuck the Polis, João Miguel Fernandes Jorge, Relógio d´água


Obra poética, Sophia de Mello Breyner Andresen, Assírio & Alvim

Síntese e simultaneidade - Antologia de poesia futurista, Introdução, selecção e versões de Ricardo Marques, AAVV, Zanzibar


Outono azul a sul, Calí Boreaz, Editora Urutau


  Oxalá, Pedro Santo Tirso, Do lado esquerdo


 Todas as letras, Gilberto Gil, Organização de Carlos Rennó, Companhia das letras


Retrato do artista em 1956, Jaime Gil de Biedma, Cotovia


Coração de abacate, Eunice de Souza, Do lado esquerdo

também cá anda


 Sin pronunciar tu nombre - Antología poética (1976-2015), Santiago Castelo, Urutau

24 setembro, 2020

também cá anda


 50 poemas, Tomas Tranströmer, Relógio d´Água

já faltou mais

  

Luís França lê algumas Galáxias de Haroldo de Campos - 26 de setembro, sábado, pelas 18.37h.


As marcações devem ser feitas para o mail poesia.incompleta@gmail.com 



Apoios: Migacho, Cenoura, Preciados, Boutique Inêsquecível, Funerária Semente.



20 setembro, 2020

está no a

Poesia, António Maria Lisboa, BI 

brilharetes do Fernandinho


Sobre a arte literária, Fernando Pessoa, Assírio & Alvim 

sábado, 26, pelas 18.37h

 

Luís França lê algumas Galáxias de Haroldo de Campos - 26 de setembro, sábado, pelas 18.37h.


Luís França, por muitos considerado o Luís França da sua geração, há muito habituou o público a desempenhos notáveis. Desta sorte, depois de oitenta dias num retiro vipassana em que se alimentou exclusivamente de urtigas, bichos de conta e chanfana, decidiu tornar pública a sua visão dos maravilhosos poemas de Haroldo de Campos. 

Por questões relacionadas com o bichedo que por aí anda, o número de espectadores da sessão será limitado a 13. Os mesmos deverão comparecer com máscaras e não caraças, sem remelas, nem vestuário de cor magenta, que aflige o artista. 

As marcações devem ser feitas para o mail poesia.incompleta@gmail.com 





Alguma fortuna crítica: 

Em 1983, numa tarde sombria de domingo, assisti a um jogo em Paranhos e disse para mim "Não chego aos seus calcanhares" - Michel Platini 

Do meu querido Luís destaco três coisas: a generosidade, a resiliência e a mais bela glande que me foi dada a ver. - Sasha Grey

A luz que nos guia. Cardeal Cerejeira 

Num minuto fala sobre a transcendência, no seguinte ensina-nos a fazer corn-flakes à duriense. Um homem electrizante.  - Ferran Adrià 

No que toca ao amor livre, com o França é que eu aprendo. - Eduardo Lourenço 

Da transumância à preparação de miojo, o senhor Luís é uma inspiração. - Cândida Branca-Flor 

 Vi-o montar uma avestruz e decidi enveredar pelo mundo do espectáculo - Mario Moreno, o popular Cantinflas 

O único tipo de quem o papi tem medo, não é medo, é receio. - Marine Le Pen

17 setembro, 2020

16 setembro, 2020

nível fifa


Rimas, Francesco Petrarca, Quetzal

 

cenas alta flash

 

Nova antologia pessoal, Jorge Luis Borges, Quetzal



à esquerda de quem entra


Toda la poesía, Luis Eduardo Aute, Espasa calpe
 

está no r


Poemas, Rui Esteves, Edição do autor

 

pronto, mistura o que quiseres

O segundo reino, Manuel Filipe, Edição do autor



Antologia da poesia erótica brasileira, AAVV, Tinta da China


O bebedor nocturno, Herberto Helder, Porto editora


Senhora das tempestades, Manuel Alegre, Dom Quixote


A beleza das armas, Robert Bringhurst, Antígona


O cinema da poesia, Rosa Maria Martelo, Documenta


Espiral, Irma Estopiñà, Urutau


Luz última, João Luís Barreto Guimarães, Cotovia


Obra completa, Arthur Rimbaud, Relógio d´água


Doze passos atrás, Frederico Pedreira, Artefacto


Mito, Carlos Alberto Machado, & etc
 

Obra essencial, Mário de Sá-Carneiro, E-primatur


Pela pátria, Carlos Mota de Oliveira, Edição do autor