30 abril, 2019

cenas alta flash


Prufrock e outras observações,
T.S. Eliot, VS

quartetos de quatro


Guardar,
Antonio Cicero, Quasi


Fósforos e metal sobre imitação de ser humano,
Filipa Leal, Assírio & Alvim


Do princípio,
Pedro Braga Falcão, Cotovia


As vinhas de meu pai,
Ana Paula Inácio, Quasi

a propósito de senhores


Eu, poeta e tu, cidade
Pedro Homem de Mello, Quasi

está no J


Sítios,
José Bento, Assírio & Alvim

mais três


Dano e virtude,
Ivone Mendes da Silva, Língua morta


E nele todo o sangue se concentra,
João Pedro Mésseder, Poética edições



E enquanto espero que me arranjem o esquentador 
 penso em como será a vida depois do sol explodir,
Filipe Homem Fonseca, Do lado esquerdo

27 abril, 2019

mete trios que dá mai´rendimento


Livro das coisas breves,
F.S. Hill, Medula


Sebastião,
Rosalina Marshall, Mariposa azual


O livro da pobreza e da morte,
Rainer Maria Rilke, Snob

cabazes pré-natal


A inocência do devir - Ensaio a partir da obra de Herberto Helder,
Silvina Rodrigues Lopes, Língua morta


O som do sôpro
António Barahona, Poesia incompleta


Não sabemos mesmo o que importa - Cem poemas
Paul Celan, Relógio d´água


Os animais,
Kobayashi Issa, Assírio & Alvim

apostas para 2021


O prelúdio,
William Wordsworth, Relógio d´água


Poemas escolhidos,
William Wordsworth, Assírio & Alvim

três é a conta que deus fez


Crescente branco,
Vergílio Alberto Vieira, Campo das letras


O rio que vem depois,
Vergílio Alberto Vieira, Companhia das ilhas


Papéis de fumar
Vergílio Alberto Vieira, Campo das letras

24 abril, 2019

pronto, misturas o que quiseres


Páramo de sueños - Antología poética,
Alí Chumacero, Pre Textos


As moscas de Sileno - Zig et zig et zag
Nunes da Rocha, Averno


Marilyn Moore,
Manuel de Freitas, Assírio & Alvim


Arte de amar,
Ovídio, Cotovia


Uma antologia,
Armando Freitas Filho, Quasi


Nadar na piscina dos pequenos,
Golgona Anghel, Assírio & Alvim


A sombra do desenho,
Rui Magalhães, Textiverso


Poetas chinos de la dinastía Tang,
AAVV, Visor


Jardim das Amoreiras,
João Miguel Fernandes Jorge, Relógio d´água


33 poesias,
Vladimir Maiakovski, Snob