20 junho, 2019

pares de que o diabo se lembra


Paraíso perdido,
John Milton, Cotovia


La inteligencia y el hacha - Un panorama de la generación poética de 2000
AAVV, Visor

que a brisa do Brasil beija e balança*


Desassombro
Eucanaã Ferraz, Quasi


* é um verso de Castro Alves

e revistas, há?


Apócrifa nº8, AAVV

quartetos de quatro


Quem diremos nós que viva?
Vítor Nogueira, Averno


A luz negra no seu roxo amanhecer
Gilda Nunes Barata, Portugália editora


Esteio do meio
Pablo Barros, 7 letras


Uma exigência de infinito
Luís Falcão, Artefacto

a propósito de senhores


As viúvas de Fernando Pessoa
Carlos Mota de Oliveira, Edição do autor

não rima mas parece


Com os loucos,
Albert Londres, Sistema Solar

dia 21 de julho, pelas 18h

Lingerie de Avintes e alta literatura pós Cro-Magnon? Esquerda, direita, volver? O que realmente sentimos quando olhamos uma tigresa ou um neo-liberal? Quais as afirmações mais desafiantes no pós-coito e numa assembleia de condóminos? A estas e a todas as perguntas responderá Vasco Santos, insigne editor, psicanalista, republicano, gourmand, mártir, sexólogo, inventor da pré-verdade, do pós-natal e verdadeiro ideológo do movimento anarco-rodoviário ICSéculoXIX.



dia 14 de julho, pelas 18h

Tó Carlos, filósofo de Benfica e crente no Benfica, é homem de poucas palavras. A acção também não lhe diz grande coisa. Prefere o pugilato zen e a ruminância que gera a verdadeira axiomática. Por estas e outras razões, parece-nos da mais elementar justiça iniciar as Tédio Talks com ele. Por sua imposição, comemoraremos o dia da Bastilha, o dia do Propagandista de Laboratório, o dia da consciência do tubarão, e o dia em que terminou a guerra das Malvinas.


da sub-secção o que capitão nenhum apaga


Poeta poente,
Affonso Ávila, Perspectiva

uma novidade não pode durar duas semanas


Poemas do hotel Wentley
John Wieners, Douda correria

e para ouvir, há alguma coisa?


Les contemplations
Victor Hugo lido por Michaël Lonsdale e Denis Podalydès, Éditions Thélème (12 cds)

cenas alta flash


Livro da Luz
António Poppe, Documenta

19 junho, 2019

juntou-se à dança


Alguns pequenos exercícios
Diogo Alcoforado, Afrontamento

e revistas, há?


Flanzine nº 16, AAVV

só está bem de passaporte na mão


João
John Mateer, Giramondo

está no L


Contemspoilers
Luca Argel, Mia soave

ele há tanta maneira de compor uma estante*


Poesia metafísica - Uma antologia
AAVV, Companhia das letras




* é um verso de Mário Cesariny

apostas para 2021


Heróides
Ovídio, Cotovia

quartetos de quatro


Uivo e outros poemas
Allen Ginsberg, Relógio d´água


La voz en bandolera - Antología poética
Diana Bellesi, Visor


Descobri que era europeia - Impressões duma viagem à América
Natália Correia, Ponto de fuga


A divina comédia
Dante Alighieri, Quetzal

também cá está


Coral
Sophia de Mello Breyner Andresen, Assírio & Alvim

isto é que é tabaco, terá dito a propósito deste livro Friedrich Hölderlin


Os nomes da obra - Herberto Helder ou o poema contínuo
Rosa Maria Martelo, Documenta

chegou há dias


Almadilha - Ensaios sobre Sophia de Mello Breyner Andresen
Federico Bertolazzi, Documenta

em breve